Amor = 1+1

A POESIA DE AMOR

certa poeta fala de amor
pelos animais
pelas plantas
pelas dores humanas
a poeta não fala do amor sensual
a poeta não fala do amor erótico
a poeta se retrai
a poeta não se expõe
a poeta se envergonha

certa poeta não quer se revelar aos leitores
a poeta não se mostra
a poeta acha melhor
não se desenhar
não se refletir
não se ver

certa poeta é analítica do ser alheio
a poeta ainda não se atirou
no caos
no avesso
no interno
no inferno
no verso
no reverso
na nudez de si.

CORPO CORPORIS SOMA

respeito meu corpo
não risco rabisco confisco
meu corpo é sacro profano
morada repouso de flores maritacas
meu corpo é barco de navegante lírica
recanto de segredos sussurros murmúrios
meu corpo é soma
ramalhete de desejos sonhos prazeres muitos
meu corpo é corporis
em origem e amorosidades
meu corpo é tato trato tanto
em forma e conteúdo
meu corpo é verso e prosa
meu corpo sou eu
eu sou o meu corpo

EMOÇÃO ESTÉTICA

Pré- lúdio
procura … encontro
tronco firme
beleza cor forma impacto
reentrâncias imperfeições
perfeição
olhos verticalmente embevecidos.

tato majestosamente ativo
surpresa estética
ambição de posse
prazer repartido
êxtase parcial.

tronco árvore
posição de cruz
tronco galhos folhas atados
firmes eretos vibrantes
tocam-se
tocam-nos,
orgonicamente,
prazer estético.

folhas galhos dançam
levemente
suavemente
ritmadamente
freneticamente

natural- mente
êxtase total !

NUA , SEMPRE NUA

Meu corpo catedral
de vitrais simples
sem retoques de coloridos resplandecentes
recebe luz e vibra quando tocado.
Meu corpo barco
carrega meu navegante espírito,
marujos de braços firmes de olhares incomuns
marujos de peles ágeis de mãos quentes e rostos invulgares.
Meu corpo cofre
instala sementes de flores selvagens de frutos da paixão,
recebe mel de frutas silvestres de sabor estrangeiro.
Meu corpo
é um pouso
Meu corpo
é um porto.

No início da década de 1980, tive a chance de participar do 1º grupo de terapia reichiana, iniciado por Roberto Freire, criador da Somaterapia. Ali, em encontros semanais aprendíamos, num grupo de homens e mulheres, a nos relacionar com nossos corpos. Exercícios sensoriais de pele com pele, cílios com braços, suor com suor … dançávamos, cantávamos, ríamos e falávamos pouco, bem pouco. O objetivo era sentir, sentir nossos corpos e os corpos alheios, desmanchando couraças e desmascarando tabus. Roberto, o Bigode, não gostava de ”falação” e sim de AÇÃO. Éramos jovens, quase todos  com menos de 35 anos. E estávamos ali para entender nossos corpos, aprender a defender e  valorizar nossos corpos. Nosso terapeuta afirmava que para conversar apenas, bastariam os amigos. Ali era lugar de trabalho, de exercício de corpos. Os desbloqueios eram inevitáveis, tudo fluía no sentido de nos conhecermos e ajudar os outros a se conhecerem também.

Além disso, fazíamos as chamadas maratonas, imersão na natureza, cascatas, rios, 24 h em contato com nossos corpos, pouca roupa sempre, e sensações. Visconde de Mauá, no RJ, ainda sem luz elétrica, nos recebia. Naquele período, Roberto mantinha 2 grupos de Soma também em BH, que se uniam a nós naquelas maratonas de VIVAS.

Os anarquistas aprendem a amar mais a possibilidade de amar que o próprio amor e os nossos objetos de amor” – Roberto Freire em seu livro  Ame e dê vexame.

Quem se interessar pelo tema, procure ouvir R. Freire no Youtube e ler seus livros.

Poesias: Odonir Oliveira

Fotos de arquivo pessoal

Vídeos:

1- Canal Ceumar – Tema

2- Canal peww1

3- Canal jadebandatafnes

3 comentários sobre “Amor = 1+1

  1. Antonio Carlos (por e-mail):
    Odonir
    Precisa colocar estas poesias em livro de papel.
    Que força, que maturidade!
    Que beleza, leveza, liberdade !
    Parabéns.
    Acabei de ler e estou impactado com as duas últimas remessas sobre o amor e sobre o silêncio dos homens.
    Impressionante como você entende os homens e os analisa.
    Aquele texto do Ruy Castro sobre a Leila Diniz tem tudo a ver com você.
    Como disse meu terapeuta esta semana, encantado com a poesia sobre os amores em sua vida, você navega na contramão e navega livre, resolvida.
    Parabéns e obrigado.
    Beijão do
    Antonio Carlos

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s