”Porque poeta não cala”

POETAS

Poetas são entes que assumem riscos
que se esfolam nas alegrias,
como um simples botão de romã,
que acham bonito um sorriso do cão vadio que os segue.
Vadias ideias rendem versos toscos,
sem polimento,
apenas versos.

A uns serão potes repletos de significados
ocultos
transfeitos
transversos
A outros serão mensagens concretas de tapas e socos
porque a crueza dos dias assim os fez.

Nada pode incomodar tanto quanto versos.
E aliviar também.
Principalmente a quem os escreve
a quem os regurgita,
a quem os devolve como lírica,
sem nada pedir.
Plumas a quem os ler.
E, eventualmente, a quem os possuir como seus.

Brilhante espetáculo no Itaú Cultural, maio de 2019

Assisti ao primeiro espetáculo de Antonio Nóbrega em 1996, no Brincante, hoje sua casa e escola de música e dança, em São Paulo. Era o Na Pancada do Ganza, recolho de nossa tradição musical, de Mário de Andrade, de frevos e muito mais. Dança, dança, dança, canto, canto, canto. Fui com meus alunos do Colégio Galileu Galilei e com professores amigos, após termos desenvolvido o Projeto sobre a Semana de Arte Moderna. Demos a Nóbrega, num álbum, o registro de fotos e poemas escritos por nossos meninos. Ficou encantado.

Disse ao Antonio Nóbrega, ao fim do último espetáculo Rima, que ele ali estava GREGÓRIO DE MATOS em corpo e versos.

(Acesse o Facebook de Antonio Nóbrega para assistir aos vídeos do espetáculo. Uma ode à RIMA. Maravilhoso. Nessa apresentação, em vez da dança, enaltece o ritmo dos poemas, das canções – privilegiando a palavra, portanto)

Aqui alguns deles.

Sobre o trabalho com os alunos, leia no link à direita: Trabalhos realizados com alunos

Outra Semana de Arte Moderna, 1996

https://poesiasdemaosquesentem.wordpress.com/2018/06/13/outra-semana-de-arte-moderna-1996/

E salve CHICO BUARQUE DE HOLLANDA, o meu Camões.

Sobre Chico Buarque leia :

Chico Buarque, muito obrigada

https://poesiasdemaosquesentem.wordpress.com/2018/06/19/chico-buarque-muito-obrigada/?fbclid=IwAR2w-F7uhwb4IOA7Fz8RTyT1AiZuyaooT6kPQ5TmMvBZb8MIBF50sg4RoNA

Chico, 73 anos:

https://poesiasdemaosquesentem.wordpress.com/2017/06/19/chico-73-anos/?fbclid=IwAR0XKr0XYYYRr8GQH3IyO3NzR2xPnNHDMVNZCjxtbFTrcniGaNJJWzo-oCU

Chico Buarque, as mulheres de si:

https://poesiasdemaosquesentem.wordpress.com/2016/03/20/chico-buarque-as-mulheres-de-si/?fbclid=IwAR36-0rBZoWL0hwlOc1yZzH4LxhUyEH0B8Qn2w-reffevyy4VJCYecKWI44

Poesia: Odonir Oliveira

Vídeos: Facebook de Antonio Nóbrega

3 comentários sobre “”Porque poeta não cala”

  1. Seu poema me trouxe de volta à poesia… hoje ao ouvir as notícias do dia numa rádio ouvi uma ‘economista’ destas que se vangloriam de saber todas as receitas para melhorar o país, mas nunca as diz para ninguém… chamar Paulo Guedes de poeta da esperança do Brasil. Aff… isto doeu em meu ouvidos… desculpe-me o desabafo… mas ler-te neste poema foi trazer-me de novo ao prazer de se tentar ser poeta… obrigado poetisa Odonir…

    Curtido por 1 pessoa

  2. Esse show, a meu ver, é o mais politizado dos de Antonio Nóbrega. Pergunta, na rima, por Queiroz, compôs uma música sobre Marielle Franco, enfim, um Gregório de Matos em tempos de cólera. Eu, que reles poeta sou, cheia de defeitos em corpo e espírito, saí do show na Av. Paulista, caminhando sozinha e me sentindo completamente representada por Antonio Nóbrega, Estevam.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s